Futebol

Vasco leva em consideração ficar sem São Januário por longo período

Em reunião ontem (6) no Palácio Guanabara, a diretoria do Vasco se reuniu com o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, para sinalizar o interesse em participar do processo licitatório do Maracanã. E o UOL Esporte levantou alguns pontos que levaram o Cruzmaltino a tomar esta decisão.

Do ponto de vista de tradição, o clube entende que é importante deixar de estar numa posição de locatário e voltar a fincar suas raízes no local, onde foi o primeiro a ser campeão, em 1950, o que, inclusive, lhe deu o direito de escolher o lado para abrigar seus torcedores na época.

No lado estrutural, o Vasco já leva em consideração o fato de ficar sem São Januário por um longo período com a realização da reforma e ampliação de sua casa, algo que a gestão de Jorge Salgado tem dito que irá fazer.

Já na questão financeira, há uma avaliação de que, pelo tamanho de sua torcida e, por diversas vezes - inclusive recentemente - ter lotado o estádio, há condições de mantê-lo autossustentável em uma administração conjunta — possivelmente com Flamengo e Fluminense, e também com a ajuda de empresas privadas que serão procuradas.

Outro ponto levado em consideração é o turístico, onde o Cruzmaltino entende que o Maracanã pode ser melhor explorado e mais rentável com a nova concessão.

O Vasco, no entanto, ainda não conversou sobre o assunto nem com o Rubro-Negro e nem com o Tricolor, algo que pretende fazer em breve. Outro que deve ser procurado é o Botafogo, embora o Alvinegro já esteja administrando o Nilton Santos e em outras oportunidades não tenha demonstrado interesse em participar da gestão do Maracanã.

O Cruzmaltino avalia que todo o processo licitatório até a assinatura do contrato durará cerca de oito meses, o que leva o clube a projetar que a realização dos jogos já com a nova concessão deva acontecer somente ano que vem, possivelmente já com o retorno do público aos estádios.

O Vasco ouviu do governador Cláudio Castro que ainda não há a definição de quantos anos durará a nova concessão do estádio.

Para o projeto do Maracanã, o clube montou uma equipe de estudo com integrantes dos departamentos financeiro, jurídico e de marketing, com o futebol participando também em assuntos pontuais.

Em seu Twitter, o presidente vascaíno, Jorge Salgado, comentou sobre a reunião com o governador e o interesse do clube em participar da concessão do estádio:

 

Fonte: UOL
Loading...