Futebol

Outras respostas de Alexandre Gomes na coletiva de imprensa desta noite

Confira outros tópicos:

Chuva quebra planejamento do interino

- Fizemos um planejamento todo e preparamos a preleção para um campo seco. E quando chegamos aqui começou a chover forte, vocês viram o estado do campo. Tivemos que nos adequar às condições do gramado. Fomos buscar o resultado, e bola para frente.

Atuações individuais

- Em relação às atuações individuais, claro que Riquelme e Pec ficaram prejudicados, apesar de o Pec ter feito a jogada do segundo gol. Acho que individualmente os jogadores foram muito bem. Zeca, Ernando, Castan... Juninho entrou bem, o Bruno e o Galarza. Não é jogo para o Marquinhos Gabriel, é um jogo complicado. Principalmente no primeiro tempo estava impraticável, mas o time tem confiança. Cabe ressaltar que o Vasco está invicto há cinco jogos.

Muita responsabilidade em cima da garotada?

- Eu acho que a gente tem que entender também a quantidade de jogos grandes que esses meninos fazem ao longo de todo o período da base. O processo de transição é bem feito, de maneira organizada e criterioso. Esses meninos têm total entendimento de onde estão, do que eles representam e do que eles podem render. Claro que jogadores experientes para essa competição são importantes, mas hoje o Juninho entrou e fez excelente partida. Bruno e Galarza foram muito bem. A gente tem que valorizar esses jogadores, e eu acho que eles vão dar muitos frutos para o clube a médio e longo prazo.

Por que Bruno Gomes foi titular e Juninho entrou só no segundo tempo?

- Simples, o Bruno é primeiro volante. Volante de contenção, forte e que briga. Tudo aconteceu muito rápido, como a chuva. O campo ficou alagado, e a escolha do Bruno, que foi muito bem por sinal, ganhou os duelos e a segunda bola... A escolha foi essa.

No segundo tempo, com o campo melhor e placar adverso, achei por bem arriscar e colocar o Juninho. Já tinha arriscado ao colocar o Daniel. Tirei um meia de ligação para botar um centroavante de área, tentei adiantar um pouquinho mais os volantes para eles fazerem a criação. A ideia foi só de um volante mais brigador.

Queixas contra a arbitragem

- A gente viu o vídeo do jogo. Foi pênalti no Cano, a gente achou que não houve falta do Marquinhos Gabriel não existiu no lance que originou o gol (o segundo do CSA). O árbitro termina o jogo num contra-ataque em que o Morato sairia no um contra um.

Fonte: ge
Loading...