'Mais Vasco' fala sobre os anistiados do clube

Publicado em 14/07/2020 16:04


 

Os grupos que participam da Mais Vasco têm compromisso histórico com a lisura do pleito eleitoral do CR Vasco da Gama. Nossa história é pautada pela luta intransigente para que o CR Vasco da Gama torne seu olhar para o futuro e não seja mais refém de processos obscuros e antidemocráticos.

Por isso, os Sócios Gerais que se sentiram prejudicados pela decisão da Junta Deliberativa do último dia 10 e que quiserem ter seu direito defendido pelos profissionais da Mais Vasco deverão clicar aqui e preencher o formulário para que possamos orientá-los.

Nosso corpo jurídico está avaliando cuidadosamente a questão desde que tivemos notícia da controversa decisão da Junta Eleitoral, que retirou o direito de voto dos sócios gerais participantes do legítimo processo de anistia realizado pela Diretoria Administrativa em 2018, muito embora esses sócios tenham contribuído regularmente com o pagamento de mensalidades nos últimos dois anos.

Uma avaliação jurídica completa do caso, no entanto, ainda depende da publicação da ata da referida reunião da Junta Eleitoral, que é o ato jurídico a ser contestado judicialmente.

De posse da ata e da fundamentação dos votos daqueles que optaram por afastar os sócios gerais do processo decisório do nosso clube, em clara afronta aos anseios democráticos de milhões de torcedores vascaínos, a Mais Vasco não medirá esforços para defender os direitos dos sócios gerais prejudicados.

Nossos componentes participaram ativamente dos principais movimentos políticos do Clube desde 2014.

O episódio que ficou conhecido como “mensalão”, que teve consequência direta no resultado da eleição daquele ano, nos ensinou que não podemos ficar desatentos aos detalhes do mundo político eleitoral. Em 2017, nossos membros participaram ativamente da constatação das irregularidades que acabaram por configurar a chamada “Urna 7” e, ao contrário de 2014, tivemos êxito em impedir que pretensões desconectadas com o melhor interesse do Vasco da Gama saíssem mais uma vez vitoriosas do pleito eleitoral. Entretanto, novamente o destino mostrou que não poderíamos descansar da luta cotidiana por melhores dias.

Aos vencidos na urna, não restou alternativas, e eles protagonizaram a maior vergonha dos quase 120 anos de história do Clube, quando, por interesse de alguns, o Conselho Deliberativo rompeu com o desejo legitimo dos sócios votantes da Assembleia Geral, no episódio que ficou conhecido como o “Golpe da Lagoa”. Novamente, as pessoas que hoje compõem a Mais Vasco estiveram do lado certo, votaram pela coerência, votaram respeitando a vontade manifestada pelos sócios na Assembleia Geral.

Nesse triênio, os grupos que integram a Mais Vasco, seguiram a mesma linha de coerência em suas ações. Nas oportunidades em que estiveram à frente de pastas importantes para o Clube, promoveram ações estruturantes. As principais delas tinham relação direta com o processo eleitoral que viria no ano de 2020.

Munidos da boa-fé e da certeza de que estavam trabalhando para um futuro melhor para o Clube levaram a termo o Processo de Recadastramento do Quadro Social, que pretendia jogar luz sobre o cadastro do Clube e manter ativos os sócios que efetivamente comprovassem as condições de legitimidade para tal, e propiciou um amplo programa de anistia, geral e irrestrita, onde o sócio poderia participar de forma presencial ou não. Isto possibilitou o acesso ao Quadro Social de diversos sócios que, em suas histórias, tinham longa lista de reclamações sobre as dificuldades criadas para a manutenção de suas vidas associativas, até mesmo com criação de dificuldades na manutenção de seus pagamentos.

Diga-se de passagem, ambos os processos foram fundamentados nas normas do Clube, especialmente seu Estatuto Social, e não sofreram qualquer enfrentamento formal de quaisquer dos Poderes do clube, de seus conselheiros, de seus sócios e torcedores.
Nesse contexto, deveria surpreender a decisão da Junta Deliberativa em reunião realizada no dia 10/07/2020. Mas pelo histórico, não! A história nos mostrou que temos que estar sempre atentos e não podemos descansar nunca do nosso objetivo de levar nossa caravela a navegar em mares mais tranquilos.

Seguimos firmes no nosso objetivo de moralizar o processo eleitoral e estamos cientes que estas desventuras visam impedir a proposta de reforma do Estatuto pela Nova Resposta Histórica.

Por isso, garantimos aos Sócios Gerais que lutaremos incessantemente pela manutenção de seus direitos, inclusive o de participarem do pleito da AGE que se avizinha, ainda que isso possa ser motivo de preocupação para alguns.

Portanto e uma vez mais, todos aqueles Sócios Gerais que se sentiram prejudicados pela decisão da Junta Deliberativa e quiserem ter seu direito defendido por nossos profissionais deverão clicar aqui e preencher o formulário para que possamos ajudar nessa empreitada, que é de todos os que desejam que o Vasco da Gama seja Mais.

Fonte: Site "Mais Vasco"

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO VASCO

Vasco

Vasco

1
X
1
Chapecoense

Chapecoense

Maracanã 08/12/2019 16:00