Futebol

Lisca bate recorde negativo no Vasco

Um dado resume bem o quão ruim é o momento do Vasco na Série B: Lisca tem o pior começo de trabalho entre todos os técnicos que comandaram o clube na competição.

Em sete jogos, o atual comandante soma 42% de aproveitamento, desempenho pior do que os de Dorival Junior, Adilson Baptista, Joel Santana, Jorginho e Marcelo Cabo. No domingo, em São Januário, diante da Ponte Preta, o treinador e o time têm a chance de melhorar os números e subir na tabela de classificação - com 28 pontos, ocupa a 11ª posição, cinco longe do G-4.

Lisca reconhece que o desempenho da equipe e os resultados estão abaixo do esperado. Ao mesmo tempo, após um mês de Vasco, destacou que não participou da formação do elenco e, em conjunto com a direção, passou a promover mudanças. Deseja um grupo mais experiente e com rodagem na competição.

Neste contexto, MT e Juninho voltaram para a base. O treinador pediu a contratação de até três reforços após a derrota para o Operário-PR, e a direção prometeu esforço para atendê-lo. Além disso, o definiu como "a pessoa ideal" para recolocar o clube na Série A. A semana cheia de treinos é uma esperança para melhora do time.

Para fazer o levantamento, o ge comparou os sete primeiros jogos de todos os técnicos que comandaram o Vasco na Série B (veja detalhes abaixo). Se Lisca é o pior, Jorginho, em 2016, teve o melhor desempenho com 90%. E todos os anteriores contribuíram para o time vascaíno retornar à elite do Brasileirão.

Além das três vitórias e quatro derrotas na Série B, Lisca tem ainda duas derrotas na Copa do Brasil. Em nove jogos, o aproveitamento dele é de 33%.

O começo dos técnicos vascaínos na Série B

  • Dorival Junior (2009) - 3 vitórias, 3 empates e 1 derrota: 57% de aproveitamento.
  • Adilson Baptista (2014) - 2 vitórias, 3 empates e 1 derrota: 47% de aproveitamento.
  • Joel Santana (2014) - 3 vitórias e 4 empates: 61% de aproveitamento.
  • Jorginho (2016) - 6 vitórias e 1 empate: 90% de aproveitamento.
  • Marcelo Cabo (2021) - 3 vitórias, 1 empate e 3 derrotas: 47% de aproveitamento.
  • Lisca (2021) - 3 vitórias e 4 derrotas: 42% de aproveitamento.
Fonte: ge