Língua afiada, invasão, chocolate... 10 vídeos que definem Eurico Miranda

Publicado em 14/03/2019 10:41

Protagonista da história do Vasco, Eurico Miranda participou de grandes momentos e conquistas do clube em praticamente 50 anos. De diretor de cadastro chegou a presidente. Morreu nesta terça-feira, aos 74 anos de idade, com imagens inesquecíveis. Em 10 vídeos, é possível ilustrar a vida do dirigente polêmico, side invasões no campo, sem papas na língua e com o maior troféu da história do Vasco em suas mãos aos gritos do tradicional "Casaca"!

Língua afiada

Em 1992, Eurico não segurou sua revolta com o relacionamento próximo entre Flamengo e CBF para acomodar a realização de uma rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano.

Em 1992, Eurico Miranda acusa o Flamengo e a CBF de corrupção no Campeonato Brasileiro

A maior conquista

Eurico montou um supertime para o ano do centenário do Vasco e levou o clube a conquistar o seu maior troféu: a Libertadores de 1998. No meio do campo, com a taça na mão, puxou o tradicional grito de "Casaca".

Em 1998, Eurico levanta a taça de campeão da Libertadores pelo Vasco

Invasão de campo

Em 1999, depois de o Vasco ter três jogadores expulsos na partida contra o Paraná, em São Januário, Eurico invadiu o campo para discutir com o árbitro Paulo César de Oliveira, que decidiu encerrar o jogo. O placar era de 1 a 1.

Em 1999, Eurico invade o gramado no jogo entre Vasco e Paraná

O Rei, o Príncipe e o Bobo

A crise de relacionamento entre Romário e Edmundo, em 2000, foi encerrada com a determinação de Eurico para que ambos não dessem mais entrevistas.

Em 2000, todos os capítulos da novela da crise entre Edmundo, Romário e Eurico Miranda

Chocolate no rival

Eurico distribuiu ovos de Páscoa para a torcida antes de enfrentar o Flamengo na final da Taça Guanabara de 2000. Saiu de campo tirando onda com um chocolate ao conquistar o título com uma goleada de 5 a 1, três gols de Romário.

Em 2000, Vasco goleia o Flamengo no Domingo de Páscoa e conquista a Taça Guanabara

Tragédia em São Januário

Eurico entrou em campo mais uma vez no jogo de volta da final da Copa João Havelange contra o São Caetano. O alambrado de São Januário cedeu, feriu torcedores, e o dirigente queria que o árbitro Oscar Roberto de Godoy desse continuidade ao confronto. A mando do governador Anthony Garotinho, o jogo foi interrompido. Eurico não teve dúvidas em chamá-lo de frouxo.

Em 2000, Eurico invade o campo no jogo entre Vasco e São Caetano

Responsabilidade no rebaixamento

A queda de 2015 foi um baque na vida política de Eurico no Vasco. Ele assumiu total responsabilidade pelo terceiro rebaixamento da histórica do clube.

Eurico: "O único responsável pelo rebaixamento do Vasco sou eu"

Milagre vascaíno

Nas finanças, Eurico Miranda resolveu falar em 2016 sobre a situação financeira do clube e afirmou ter tirado o Vasco do fundo do poço.

Eurico Miranda diz que tirou Vasco do fundo do poço: "Milagre vascaíno"

Briga pelo Maracanã

O Flamengo pleiteou a concessão do Maracanã, mas Eurico Miranda apareceu na audiência pública e questionou a tentativa do rival, afirmando que o estádio é neutro e não pode ter as características de qualquer clube do Rio.

"Maracanã é estádio neutro", afirma Eurico Miranda em audiência pública

Bravatas de Eurico

Para finalizar, um resumo de frases recentes do dirigente que deixou seu nome na história do Vasco e do futebol brasileiro.

Sibéria, "respeito", Ronaldinho Gaúcho... as bravatas de Eurico Miranda no Vasco

Fonte: GloboEsporte.com

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO VASCO

Vasco

Vasco

X
Fortaleza

Fortaleza

Castelão 25/05/2019 16:00
DEIXE SEU PALPITE
Vasco

Vasco

1
X
1
Avaí

Avaí

São Januário 19/05/2019 19:00