Política

'Grupo Pró-Vasco' publica nota oficial sobre atual momento vascaíno

Grupo Pró-Vasco

Nota Oficial em 18/jun/2021

Título: Protestar ou não protestar? Eis a questão.

Por: Coordenação do Grupo Pró-Vasco

Vasco da Gama 0 x 2 Avaí em São Januário ontem. 4J, sendo 1V (não merecida), 1E e 2D. Esse é o começo de uma série B que poucos imaginavam ser tão sofrida, por vários motivos. Primeiramente pois a atual diretoria em esforços sucessivos tem procurado colocar salários em dia, e o que era tido como o grande fantasma para desempenho abaixo do esperado, parece desnudar que os problemas são muito maiores e sistêmicos.

A atual diretoria acerta e erra, parece tentar acertar frente a dificílima situação que conscientemente recebeu (inclusive diversos membros fizeram rasgados elogios a forma pela qual a transição foi feita), mas descobre muito rapidamente que a principal demanda do clube é o profissionalismo na prática e sistêmico. E não está sabendo lidar com essa questão. Pessoas muitas pessoas competentes e conscientes estão aceleradas demais (pois os problemas chegam de maneira multiplicada), fazem mais coisas que poderiam fazer e até mesmo não cumprem o que consideravam fundamental antes de assumirem.

O clube relança o plano de sócios e anuncia o profissionalismo na seleção de uma das maiores empresas do mundo, profunda conhecedora do assunto, repleta de especialistas, a Artplan. Algum problema nisso? A priori não, apesar de não ter ficado claro se o processo de seleção foi feito profissionalmente com no mínimo 3 empresas selecionadas com critérios específicos tais, para apresentações específicas tais, etc....etc.... Mas deixemos isso de lado e vamos entender que esse era o caminho correto. Mas e aí? Semanas antes o clube anuncia ser fundamental ter um e-commerce próprio em postura diametralmente oposta ao processo de seleção da empresa para gerir o pleno de sócios. Lançam o e-commerce, mas pasmem, as camisas oficiais do clube estavam indisponíveis para venda. Isso mesmo: o torcedor tentou comprar e não consegui. Um absurdo? Uns acreditam que sim, outros que não.

Tudo isso não seria tão relevante se o clube estivesse na tabela com 9 ou 10 pontos em 4 rodadas, tamanha a carência do torcedor.

O presidente Jorge Salgado está cercado de pessoas com trajetórias vitoriosas, que parecem ter esquecido a fórmula que os levaram a diversos momentos de sucesso em suas carreiras. Ser dirigente voluntário no clube é “phoda” (com ph mesmo). É inteligente, pode fazer bem mais perto do que prometeu. E não pode deixar esse clima de nós (situação) contra eles (todos que não são nós). O clube já sofreu muito com as administrações agindo como ilhas, e o Almirante Vasco da Gama não planejava missões para ilhas. Simples assim.

Jorge Salgado tem a obrigação de liderar a profissionalização imediatamente e de um jeito diferente do que foi tentado na gestão Roberto Dinamite (lá esse mesmo modelo não deu certo), já que temos um elenco pior que do ano passado, perdemos peças que estão fazendo sucesso pra onde foram, tivemos 5 treinadores nos últimos 18 meses com um time sem evolução. Também tem a obrigação de pacificar o clube, tem a obrigação de definir uma linha estratégica profissional e sempre se perguntar se essa ou aquela decisão fere ou acompanha a linha estratégica definida pela sua administração, pois em sua gestão a linha estratégica está sendo redefinida mensalmente. Isso não é um bom sinal. Entretanto sem o produto principal em ordem não terá nada.

Não é onde o Vasco vai parar, é onde já estamos!

Fica aqui o reconhecimento do Grupo Pró-Vasco aos avanços conquistados, que não foram poucos. Mas insistimos: em nosso rival, o que permitiu uma ruptura com práticas ultrapassadas, foi bem diferente do que está sendo feito.

Paciência? Continuaremos tendo. Aliás, é o que o Grupo Pró-Vasco mais tem, inclusive com aqueles da atual administração que falaram muita besteira no final do processo eleitoral e continuam falando. A discórdia continua sendo o principal produto plantado em São Januário. E quem planta discórdia, colhe o que mesmo?

Em tempo e o mais importante, descansa em paz querido Manoel Barbosa. 1 minuto de silêncio feito ontem foi um singelo reconhecimento aos inúmeros serviços que você prestou ao clube. Descansa em paz grande Vascaíno e amigo!!!! 

Fonte: Facebook do grupo "Pró-Vasco"
Loading...