Fernando Miguel relembra disputa com Martin Silva

Publicado em 12/02/2019 07:50

Aos 34 anos, Fernando Miguel não nega que só teve sua grande chance na carreira ao chegar no Vasco. Por isso o goleiro faz questão de aproveitar este momento da vida e agradece por estar defendendo a meta de um dos maiores clubes do país.

Foto: Rafael RibeiroFernando Miguel, Martin Silva e João Pedro em treinamento do Vasco
Fernando Miguel, Martin Silva e João Pedro em treinamento do Vasco

Convidado do “Jogo Sagrado”, do Fox Sports, Fernando Miguel admite que ignora os jargões sobre a pressão de jogar no Vasco e prefere desfrutar do momento naturalmente trabalhando diariamente.

“Estou tendo minhas melhores oportunidades no final da minha carreira. Com 34 anos, estou recebendo uma grande oportunidade de estar no Vasco. Então não fico preocupado com essa responsabilidade ‘você tem noção o que é jogar no Vasco?’. Eu tenho responsabilidade, tanto que me preparo todos os dias para corresponder as expectativas que é jogar nesse clube”, ressaltou.

“Então estou muito feliz de estar no Vasco, de estar fazendo parte deste momento do clube e espero continuar crescendo mesmo com 34 anos. É continuar evoluindo e melhorando, porque tenho muita disposição e vitalidade para isso”, acrescentou.

Fernando Miguel mostra gratidão ao Cruzmaltino: ‘Me preparo todos os dias para corresponder as expectativas que são criadas e são cobradas por jogar no Vasco’ #JogoSagrado pic.twitter.com/x4dG2lNomx

— Central FOX Brasil (@CentralFoxBR) 12 de fevereiro de 2019

DISPUTA COM MARTIN SILVA NO VASCO

Logo em seu primeiro ano no Vasco, Fernando Miguel supriu a ausência de Martin Silva durante a Copa do Mundo e ainda ganhou a confiança de Alberto Valentim na reta final do Brasileirão 2018. O atual camisa 1 relembra que não houve problema quando ocupou o lugar do ídolo vascaíno por opção técnica.

“Martin Silva sempre foi um cara muito tranquilo. Eu até acho ele com um perfil de atleta parecido com o meu. O Martin é um cara muito disciplinado, sério e comprometido com o que ele faz. Eu também sou assim, mas acima de tudo levamos o respeito um pelo outro. Então assim como sempre respeitei meus companheiros de profissão, eu respeitei o Martin e vice-versa”, destacou.

“Sempre trabalhamos em prol do melhor para o Vasco. Não teve nenhum tipo de atrito ou problema, simplesmente foi uma opção do treinador, eu entrei e pude contribuir com minha parcela. Assim como ele também foi muito importante no Campeonato Brasileiro”, finalizou.

Fonte: Torcedores.com

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO VASCO

Vasco

Vasco

X
Serra-ES

Serra-ES

Kléber Andrade 20/02/2019 21:30
DEIXE SEU PALPITE
Vasco

Vasco

1
X
0
Fluminense

Fluminense

Maracanã 17/02/2019 17:00