Clube

Em meio à 'guerra fria', Flamengo põe Vasco em camarote isolado no Maracanã

Em meio à disputa de bastidores, pela gestão do estádio e pelo Carioca, o Flamengo colocou a delegação do Vasco no camarote do Maracanã longe do campo. É o tratamento que a diretoria rubro-negra reserva a clubes com os quais tem animosidade. Houve reclamações dos vascaínos pelo tratamento dado pelos rivais.

O Vasco bateu o Flamengo por 3 x 1 após um adiamento da partida por pedido dos rubro-negros atendido pela Ferj. A medida irritou a diretoria cruzmaltina. Além disso, há disputa entre as partes pela futura gestão do Maracanã que atualmente está nas mãos do Flamengo e Fluminense de forma provisória.

Com os jogos sem público, o Flamengo costuma colocar delegações visitantes no setor Maracanã Mais, próximo do campo. É o mesmo setor onde ficam os dirigentes rubro-negros, mandantes ficam na direita e visitantes, na esquerda. Ali é possível ficar mais próximo do campo e reclamar da arbitragem. Foi assim com os vascaínos nos dois jogos do Brasileiro.

Desta vez, colocaram a delegação do Vasco em um camarote mais na ponta do estádio, afastado do campo. O local foi classificado como Sibéria por um dirigente vascaíno. Foi esse o tratamento dado ao Internacional no jogo decisivo do Brasileiro que gerou reclamações dos colorados - o Flamengo justificou que também tinha sido mal tratado no Beira-Rio. A atitude foi lamentada pela cúpula do Vasco que viu como uma retaliação.

No twitter, o vice-presidente de Comunicação do Vasco, Danilo Bento, reclamou: "O Flamengo catimbou. Mudou dia do jogo, atrasou a nossa preparação, quis ganhar de véspera. Tratou mal nossa delegação, colocou no camarote isolado e longe de tudo, fechado e sem ar, com água quente pra beber. Entupiu de credenciais pra eles, colados no campo."

Foi possível ver os vascaínos longe na troca de provocações com Gabigol. Os dirigentes cruzmaltinos o alfinetaram e ele fez um sinal de dois, indicando segunda divisão.

A vitória vascaína e o tratamento dado pelo Flamengo esquentaram o conflito entre os dois clubes relacionado à futura gestão do estádio. Ainda não há data para a licitação definitiva do Maracanã.

Fonte: Blog do Rodrigo Mattos - UOL Esportes
Loading...