Criança vascaína que viralizou na internet é fã de Coutinho e Pikachu

Publicado em 11/07/2019 17:08

Participar de goleadas é algo comum na vida de Pedro Mehl. O menino de 6 anos, que viralizou nas redes sociais ao dar ao Vasco o título do Brasileirão de 2019 através de um simulador, ama futebol desde criança e se tornou torcedor do Gigante da Colina por causa do pai, o jornalista Gustavo. A dupla mora em Buenos Aires, na Argentina, desde 2015, desde que a mãe do menino recebeu uma proposta de trabalho e se mudou. Mesmo longe do Rio de Janeiro e de São Januário, o carioca cultivou o amor do filho pelo Vasco.

O mundo conheceu esse lado futebolístico de Pedro na quarta-feira, quando o vascaíno resolveu brincar em um simulador de pontos e determinar que o Vasco chegaria a 93 pontos, com 216 de saldo de gols, e seria pela quinta vez campeão nacional. Em quase todos os jogos, o garoto colocou goleadas do Cruz-Maltino por, no mínimo, 8 a 0. Teve até um placar de Vasco 9 a 0 no Flamengo.

– Pedro gosta de jogar, de conversar sobre futebol. Ele vê as tabelas, as notícias, vai brincar com as coisas de futebol... É uma grande curtição, uma brincadeira – começa a contar Gustavo – Eu me diverti nesse dia. Ele viveu o campeonato mesmo, era muito engraçado. Comecei a pensar em gravar o vídeo e mostrar para família, não esperava essa repercussão toda quando contei a história na thread no Twitter.
 

Inspiração nas goleadas do futsal

A repercussão foi inesperada, mas levada com leveza e diversão por pai e e filho. Até torcedores de outros times deixaram mensagens ao pai e demonstraram total simpatia a brincadeira feita pelo menino. Mas a inspiração para tantos placares elástico está no que o próprio Pedro faz na semana: jogar futsal.

O carioca é zagueiro no time do Argentinos Juniors, que lidera o campeonato de futsal na categoria pré-mirim (nascidos entre 2012 e 2013), com apenas uma derrota até agora no ano e só ganharam por goleadas. Uma delas foi contra o Racing por 8 a 1. Até mesmo para ir aos treinos, o torcedor-mirim usa o uniforme do time do coração.
 

Aliás, o menino tem 6 anos, mas já viu de perto várias partidas do Vasco, tanto em São Januário quanto em Buenos Aires. Um deles foi na Copa Libertadores de 2018, quando o Vasco encarou o Racing e perdeu por 4 a 1.

– Ele adora ir aos estádios e sempre se diverte. A primeira vez que foi a um jogo do Vasco, ele tinha um ano e pouco, e adorou. Foi em um Vasco e Criciúma, em 2015. O mais recente foi no Brasileiro do ano passado. Neste ano, a gente foi no empate em 1 a 1 com o Flamengo, no Maracanã – conta o pai, que produz o podcast "Na Bancada", sobre futebol e política, no canal Central3.
 

Fã de Philippe Coutinho e Pikachu

Pedro sabe na ponta da língua o elenco do Vasco. Inclusive tem um quarteto preferido: o veterano Pikachu e Marrony, Thiago Reis e Lucas Santos, chamado por ele de Robinho, todos garotos da base. Aliás, o menino sabe exatamente quem começou desde criança no futebol em São Januário.

É nesse contexto que surge o jogador preferido do pequeno: Philippe Coutinho, que atualmente joga no Barcelona. O meia começou na base do Cruz-Maltino antes de ser vendido para Inter de Milão. Chegou a ser emprestado ao Espanyol antes de ir para o Liverpool.

– Os preferidos dele são o Pikachu, Marrony, Thiago Reis e Lucas Santos, que ele chama de Robinho. Ele gosta dos jovens da base e ainda reconhece quando eles aparecem: "esse é moleque da base". Também se amarra no Philippe Coutinho. Sabe que ele foi da base do Vasco. É o jogador preferido, além dos jogadores do Vasco – diz o pai orgulhoso.

 

Vício no futebol como algo lúdico

Apesar de viralizada, a thread compartilhada por Gustavo não caiu tão bem a todas as pessoas. Muitos indagaram se ele não achava que o vício em futebol não estragaria Pedro, já que ele respira a modalidade nas brincadeiras, nos momentos de lazer e até mesmo jogando. Tudo por escolha própria.

Na visão do jornalista, deixar o menino conectado e assistindo tudo sobre o esporte é uma forma de ajudar no desenvolvimento dele. Ao conhecer jogadores de outros países, o garoto explora a parte geográfica, onde ficam os países e coisas relacionadas aos atletas

 

Na parte do simulador, o que entra é a questão matemática e lógica, que são importantíssimas no dia a dia de qualquer ser humano. Além disso, o futebol funciona de forma lúdica na vida do menino.

– O Pedro é viciado em futebol, gosta de jogar, ver, assistir, ele abre as páginas e vê qual o jogo que está acontecendo. As pessoas perguntam se não está demais, se vou deixar ele bitolado. Pelo contrário, observo essa relação com o crescimento dele – defende o jornalista.

– Ele é muito inteligente, simpático, divertido... Sou suspeito, né? (risos) Ele tem ao redor dele todo processo de aprendizagem muito legal, tendo o futebol como elemento lúdico, de eixo, não está parado numa questão, faz mil descobertas, se diverte muito.

 


 

Fonte: Extra Online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO VASCO

Vasco

Vasco

X
Fluminense

Fluminense

São Januário 20/07/2019 11:00
DEIXE SEU PALPITE
Vasco

Vasco

1
X
2
Grêmio

Grêmio

Arena do Grêmio 13/07/2019 17:00